Sunday, July 15, 2007

Money...Nós os Ricos


Dinheiro, o maior problema da nossa civilização. Rouba-se, mata-se, engana-se, rapta-se, e sei lá que mais por dinheiro. Ainda não nos apercebemos que há coisas muito mais importantes na vida, do que o dinheiro tais como a própria vida.
Entristece-me ver que por uma pequena divida qualquer (ou grande), alguém tire a vida a outro e ainda por cima confesse, como se isso fosse desculpa suficiente, que era essa a sua intenção porque foi ludibriado toda a vida. E a vida da pessoa que se foi? Isso não interessa? Haverá alguma solução para a vida que foi ceifada? Haveria alguma solução para rectificar aquilo de que o “assassino” se queixava? Talvez, mas desta forma nunca o iremos saber.
Em conversa com alguém aqui há dias, conhecido por ter boas aplicações financeiras nos bancos, dizia-me: “espero que as taxas de juro continuem a subir quanto mais melhor para ver se isto volta ao antigamente”. Na minha inocência, e defendendo os meus princípios de uma sociedade de igualdade, retorqui: “pois é amigo mas olhe que isso é uma chatice, porque as pessoas não vão ter capacidade para honrar os seus compromissos com os bancos e vão ficar sem as casas, os carros, etc.” ao que ele responde: “pois, mas isso mesmo é que era preciso, antigamente, antes do 25 de Abril, nós os ricos, éramos respeitados, tínhamos as casas, as terras, etc. e quem precisa-se pagava-nos aluguer, agora vieram com essa moda de que toda a gente tem que ter uma casa e um carro onde é que já viu isto? Isto devia voltar ao antigamente, eles perdiam as casas ou lá ou que fosse, nós comprávamos a bom preço e depois se quisessem alugavam-nas. O mundo é para quem tem dinheiro não é para esses pés rapados que se querem igualar a nós”





Viva o verdadeiro espírito capitalista!

6 comments:

Amaral said...

North
passei só para dizer que já o adicionei aos meus amigos Ad Litterianos.
Abraço

joão oliveira said...

bem vindo, a tua ausencia parece que foi demorada. eh eh
um abraço

TSFM said...

Desculpa, João, mas este pensamento não é o Capitalismo...O Capitalismo é todo um sistema económico-político-social que sendo à primeira vista uma verdadeiro "Diabo" não o é de todo. DIABO é essa pessoa que falou da forma alarve, frustrada, mesquinha e arrogante. E esse DIABO não defende o Capitalismo, defende sim o fascismo, a exploração do seu semelhante, defende um lugar de superioridade que nunca teve, nem no tempo do antes do 25 de Abril...Ele, idiota e ignorante, nunca percebeu que as mordomias que tinha eram efémeras, passageiras...
Arrogo-me a autoridade moral, cíviva e intelectual para dizer que o Capitalismo, que regra geral assenta e suporta os sistemas políticos democráticos, toleram esse tipo de pessoas; bem ao contrário dessa ignóbil gente...
Essa gente do antes do 25 de Abril, que, quando mandava, impediu, momentaneamente é certo, muita gente de progredir e de buscar uma vida melhor. Conto um pequeno caso: Havia na minha aldeia, pois esse pessoa já morreu, alguém que era o zelador, o senhor fulano tal que representava o poder cá no burgo. Fez fortuna, não sei de que maneira, sei que, como muitos, emigrou para Africa e voltou...rico e com poder. Uma certa pessoa, filha de gente pobre, que não tinha onde cair morto, precisou de ir ter com essa pessoa para que lhe passasse os documentos necessários para puder emigrar para a França, na demenda de uma vida melhor para os seus filhos. A resposta não se fez tardar: "era o que faltava...mais um pedreiro que quer sair daqui...qualquer dia quer a gente levantar um muro, construir uma palheira e não temos cá ninguém que faça o serviço..." Julgava-se essa pessoa em Africa a chicotear e a dispôr a vida dos seus "secravos" negros, certamente...
Arrogante, bardina, estúpido, ignóbil...foi o que essa pessoa foi durante toda a vida, a avaliar por estas palavras...
Já está a dar contas a Deus, se é que Deus existe também para isto...
Este episódio que vos relato é verdadeiro, a pessoa que em busca dos documentos se teve que sujeitar à humilhação foi o meu PAI...Não refiro aqui quem era o "capataz" do Salazar pois o seu nome só vinha sujar este espaço de reflexão tão limpo e nobre de ideais que é o Blog do meu amigo João.

don't walk on da grass said...

jony,
muda de assunto porque este genera sentimentos extremos apesar de condordar que nós os ricos fomos muito prejudicados por eles os pobres ultimamente.
os pobres queixam-se de não ser fácil não ter tusto mas não sabem o que é a vergonha e a dor profunda de passar de rico para a classe média.
do meu tempo comprava um audi A4 e era um senhor, agora com o meu A3 sou um Zé ninguem !!!
é injusto...

naravan said...

capitalismo não será um diabo para pessoas que tenham a capacidade de formular os seus próprios pensamentos. Frustrações e depressões não seriam o problema, mas também nem a pobresa. Mas então pra que a liberdade se não conseguimos pensar e elaborar idéias próprias. Ja somos escravos da propria ignorãncia e somos obrigados a pagar por isso.

Bona said...

You write very well.